31/05/2017

Statue Parlanti di Roma - As estátuas que falam de Roma




Em Roma você tropeça em arte e cultura por onde anda e seis curiosas estátuas podem passar despercebidas para os inúmeros turistas que lotam a cidade, mas representam uma voz para os romanos. No século XVI, as estátuas começaram a ser usadas para fixar recados colocados pela população como um descontentamento em relação aos governantes. A "PASQUINO" próxima da Piazza Navona é a mais famosa em forma de torso de uma figura masculina helenística e provável do século III aC. A versão mais comentada é que se trata do guerreiro grego Menelau apoiando o corpo de Patrócio, dois heróis da Guerra de Tróia. Muitas réplicas de Menelau e Patrócio estão espalhadas em vários lugares, um deles na Piazza da Signoria em Florença. É possível verificar a semelhança com a figura do Pasquino, mesmo que esta esteja faltando algumas partes e acredita-se ser uma das réplicas. De todas as seis estátuas, a Pasquino é a unica ainda usada para fixar mensagens.


Os guerreiros Menelau e Patrócio, heróis da Guerra de Tróia
na Piazza da Signoria em Florença





"L´ABATE LUIGI" está atualmente na Piazza Vidoni, ao lado da Basílica de Sant´Andrea della Valle e representa um homem com uma toga, provavelmente um magistrado. A cabeça dele foi várias vezes decapitada por vandalismo.







"IL BABUINO" fica ao lado da Igreja de San Atanásio na Via del Babuíno e representa um Silenus, figura da mitologia grega. Atualmente serve apenas como elemento decorativo e não é mais usado para satirizar as pessoas públicas de Roma como no passado.





"MADAMA LUCREZIA" é a única representante feminina entre as estátuas falantes e instalada na Praça do Palácio Veneza e da Basílica de São Marcos. Acredita-se que é a figura a Deusa Íris e leva o nome de Lucrezia d´Alagna, uma nobre que viveu em Roma no século X e era amante do rei de Nápoles Alfonso V de Aragão.





"ILFACCHINO" posicionado na Via lata, travessa da Via del Corso e com o rosto deformado por moleques que atiravam pedras. É a mais nova de todas as seis estátuas e a única como fonte de água.





"MARFORIO" é a única que não se encontra na rua e hoje no Museu Capitolino e descreve o Deus Netuno. A estátua  era usada para ornamentar uma grande fonte circular que atualmente encontra-se na Piazza del Quirinale.