27/05/2017

Rione VI Parione de Roma - Itália


Roma sem filtro com a luz incrível no pôr do sol de verão

Piazza Navona



Alguns lugares de Roma são clichês e a Piazza Navona é um deles com arquitetura dos três grandes mestres : Bernini, Borromini e Bramante. Na Roma Antiga era o espaço do Estádio do Imperador Domiciano, uma arena inspirada em arquitetura grega usado para eventos atléticos e no formato da Piazza Navona. Ao lado ficava o Odeão de Domiciano utilizado para apresentações musicais e teatro. Os jogos praticados no estádio eram chamados de "agones" que significa luta, combate e com o tempo o espaço foi sendo chamado de Piazza Agone, Piazza Navone até o atual nome Piazza Navona. As ruínas do estádio podem ser visitadas no Museu Stadio di Domiziano, patrimônio da Unesco com entrada na Via di Tor Sanguigna, no canto norte da Piazza.
Informações para visita no link: http://stadiodomiziano.com/







A transformação do espaço começou quando Giovanni Battista Pamphilj se tornou o Papa Inocêncio X. O Palácio Pamphilj de sua família, em estilo Renascentista é atualmente a embaixada do Brasil, comprada pelo Presidente Juscelino Kubstchek. As visitas guiadas são permitidas e agendadas neste link: 








A grande atração da praça são as três fontes, a central Fontana dei Quattro Fiumi de Gian Lorenzo Bernini e as duas nas laterais de Giacomo della Porta, Fontana Netuno e Fontana del Moro. A Fonte central de Bernini com um obelisco egípcio, representa os quatro principais continentes representados pelos seus rios: Nilo na África; Rio Ganges na Ásia; Rio da Prata na América e Rio Danúbio na Europa. Uma curiosidade é que este obelisco foi esculpido em Roma e no alto, uma pomba de bronze com um ramo de oliveira no bico é um elemento do brasão de armas da família Pamphilj do Papa Inocêncio X que encomendou o monumento a Bernini.









 





Uma igreja mais simples passa despercebida por quem passa diante de tantas belezas, mas a Igreja San Giacomo degli Spagnoli, foi construída por um dos reis da Espanha Fernando III de Castela, para lembrar os mártires cristãos mortos na arena de Domiciano.




Mas além da arquitetura e das fontes, a Piazza Navona é um espaço de artistas de rua com suas pinturas ou música, além dos muitos restaurantes. E apesar de ser um ponto turístico os preços valem por você fazer uma refeição em uma das Praças Barrocas mais bonitas da Itália. Comentei sobre sorvete na Piazza Navona neste post AQUI e sobre compras AQUI.

O Campo de Fiori também faz parte deste Rione, e é um dos meus espaços preferidos para sentir que estou em Roma. Adoro caminhar pelas ruas no entorno e principalmente a Via del Governo Vecchio com vários restaurantes de mesas na rua. A famosa Pizzaria Da Baffeto fica nesta via, mas está sempre com filas enormes na porta. A Via Giubonari é outra que gosto bastante com o Café Roscioli e o Dar Filletaro na Piazza del Libriri com um dos melhores locais para comer bacalhau em Roma.






Uma das igrejas mais bonitas de Roma que está entre as minhas 10 mais preferidas é a de Santa Maria in Vallicella ou mais conhecida como Chiesa Nuova. A decoração do teto é de Pietro da Cortona e todo seu interior é ricamente decorado.












Veja Também:

Flaminio - Um bairro cultural de Roma

Receitas e Sabores da Itália

A Região de Ístra na Croácia


Nenhum comentário:

Postar um comentário