02/08/2016

A Região de Ístra na Croácia




O Norte da Croácia, conhecido como a Região de Ístra ou Ístria em italiano parece uma continuação da Itália e não é apenas porque faz divisa com ela, mas por suas cidades medievais, os campos de oliveiras, as tratorias com massas à base de trufas, o vinho, o azeite fabricado artesanalmente, os habitantes bilingue e as cidades com nome nos dois idiomas:italiano e croata. Ístra pertenceu ao Império Romano, Bizantino, Austro-Húngaro, Itália depois da Primeira Guerra Mundial e a antiga Iugoslávia depois da Segunda Guerra Mundial até virar a Croácia.




Percorrer suas cidades de carro é a melhor maneira e foi o que fizemos até certo ponto, mas mesmo com GPS nos perdemos em seus vilarejos e estradas entre campos. Para aproveitar melhor a viagem e conhecer a região contratamos uma guia que nos levou de carro para vários lugares, explicando a história e curiosidades de cada local. Foi a melhor decisão porque conhecemos muito mais do que podíamos imaginar sem se preocupar com o rumo a tomar. Nossa Guia Ana falava inglês e nos pegou na cidade de Porec ou Parenzo em italiano, conhecida pelos turismo de verão com várias estâncias e parques aquáticos, ideal para quem viaja com crianças.


Guia que contratamos em Istra: 
Ana Golubic - info@istria-guide.hr - www.istria-guide-hr


A primeira parada foi uma degustação na  fábrica de trufas Natura Tartufi que também oferece uma programação de "Caça ao Tartufo", feita com a proprietária Daniela Puh e um cachorro no bosque de Buzestina. Os produtos vendidos nesta empresa a base de tartufo ou trufa branca e negra incluem mel, molhos de tomate, pastas, cremes, chocolate, azeites, etc. A Trufa é uma iguaria apreciada por muitos chefs renomados com um sabor único e inesquecível.









A próxima parada na cidade de Levante para conhecer a Zigante, a empresa que encontrou a maior trufa do mundo com um quilo e trezentos e foi para o Guinness. No local o Restaurante Zigante e uma loja de produtos à base de trufas da marca.





Restaurante Zigante

Seguimos para uma degustação de vinhos artesanais na Vinicola FaKin, próxima da cidade de Motovun que foi nossa próxima parada. Experimentar os vinhos de uma forma descontraída no meio do campo e alguns direto dos tonéis foi uma delícia.







Motovun ou Montona em italiano é uma cidade medieval no alto de uma colina e a melhor parada para fazer refeição, comprar ou provar produtos típicos e admirar a vista do alto. Na porta de entrada os diversos brasões de armas das famílias e do leão da República de Veneza, que dominaram a cidade nos séculos passados.











Motovun

Seguimos para uma degustação de azeite na Chiavalon, na cidade de Vodnjan ou Dignano em italiano, onde conhecemos o proprietário Tedi que explicou sobre a produção em uma sala de degustação decorada com garrafas iluminadas. A Igreja de S. Biagio em Vodnjan é a maior da Região de  Istria, construída sobre os restos de uma Igreja românica no estilo da Igreja S. Pietro em Veneza e guarda uma coleção  de corpos santos mumificados entre outros objetos sacros.







Chiavalon

A Cidade de Pula ou Pola em italiano é a maior de Ístra e com monumentos da época em que pertenceu ao Império Romano como o enorme anfiteatro parecido com o Coliseu de Roma, construído pelo Imperador Vespasiano no século I. Na Praça central da cidade fica o Templo dedicado ao Imperador Augusto e no entorno outros vestígios romanos, como o Arco dos Sérgios que era um dos portões de entrada da cidade,construído em homenagem a três irmãos oficiais de uma importante família  que lutaram na batalha de Áccio entre e Marco Antonio apoiado pela rainha do Egito Cleópatra e Otaviano( Imperador Augusto).




  
Anfiteatro de Pula

Arco dos Sérgios em Pula


Templo de Augusto em Pula

Nossa última visita foi na cidade de Savicenta ou San Vincenzo em italiano com o Castelo Grimani, na praça principal. Ana nos levou na casa de uma amiga com plantações de lavanda próximo da cidade e ainda nos deixou na cidade de Trieste na Itália. 


Savicenta ou San Vicenzo

Nossa base para este passeio pela Região de Ístra foi Rovinj ou Rovigno em italiano, e a escolha do hotel foi perfeita porque do nosso quarto tínhamos a vista da cidade medieval com a Igreja de Santa Euphemia que tem a torre construída igual a torre da Igreja de S. Marco, em Veneza. O centro histórico fica em uma ilha conectada ao continente, e é uma das mais pitorescas da Região. Esta é uma das cidades que retornarei com certeza para percorrer novamente as ruas estreitas e charmosas, cheias de galerias de arte, restaurantes e lojas. São muitas atrações como o Arco Balbi que era a porta de entrada da cidade velha, fonte do Espiríto Santo, Castelo, muralhas, etc.





Rovinj ou Rovigno


Veja também:




Bialetti, a Cafeteira ícone de Design da Itália





BIALETTI é a  Marca da Cafeteira mais famosa e amada da Itália que conquistou o mundo. Alfonso Bialetti começou a trabalhar com alumínio em uma pequena oficina em 1933, e inventou a Moka Express em estilo Art Decó em 1933. A pequena cafeteira transformou a arte de preparar o café italiano. 



A Paixão pelo design e a vontade de colocar mais beleza na cozinha cotidiana com produtos funcionais marcaram o crescimento desta marca. Este é um exemplo de Projeto onde a busca de qualidade, tecnologia e perfeição, aliados a um bom trabalho de Marketing resultam em sucesso mundial. Hoje a Bialetti é um grupo que reúne outras marcas de produtos e produz cafeteiras tradicionais, elétricas, linha de café em cápsulas, instrumentos de cozinha, acessórios e pequenos eletrodomésticos. A sede comercial da indústria fica na Província de Brescia, na Itália e outra sede em Paris, na França.

Hoje Bialetti é um ícone do Design italiano e o logo de um homenzinho com bigode é uma caricatura de seu criador Alfonso desenhada pelo seu filho em 1953. Não é difícil encontrar os produtos em várias lojas  espalhadas pela Itália. 










Aprendi com uma amiga italiana misturar algumas gotas do café feito na Bialetti com açúcar e bater bem até ficar um creme para adoçar. Desta maneira você quebra os cristais do açúcar e torna o café mais saboroso.





Veja Também: