12/10/2014

Veneza nunca é demais - Itália



Veneza nunca é demais para visitar e desta vez não fizemos nenhum roteiro e preferimos andar sem rumo pelas ruas em labirinto porque já conhecíamos a cidade. Nosso único erro foi exatamente por conhecer tudo, começar a andar pela borda dos canais e não pela Praça San Marco. Era domingo e não sabíamos que a Basílica fecha uma hora mais cedo do que nos outros dias, e apesar de chegarmos às quatro pensando que ainda teríamos uma hora lá dentro, pegamos os portões fechando naquele exato momento. Ficamos muito tristes porque é a Igreja mais bonita que já conheci e um deleite aos olhos poder ver mais uma vez.







O dia estava lindo demais e como sempre a cidade lotada de pessoas. Nossa primeira parada foi na foto mais clichê da Ponte dos Suspiros e no Bar do Harry´s que já comentei AQUI. E com aquele calor nada melhor do que o coquetel Bellini, um prosseco com  pêssego delicioso e refrescante para começar o dia em Veneza, mas como já havia comentado o Bar do Harry´s é um lugar caro pela fama, tipo pega-turista. Fomos assim mesmo porque estava no caminho e minha sobrinha e amiga não conheciam. No final do dia paramos em outro local com um Bellini pela metade do preço.






E depois de perambular pelas ruas de Veneza escolhemos o Restaurante Cherubino Trattoria que não foi nada extraordinário, mas com comida boa e preços justos para uma cidade que respira turismo. O prato típico é a Lula ao molho de sépia com polenta e o doce Tiramisù de sobremesa. E nada melhor do que caminhar e atravessar as inúmeras pontes sobre os canais de Veneza com imagens deslumbrantes por onde olhar. 







O Grande Canal e a Ponte Rialto é a parte mais agitada de Veneza depois da Piazza San Marco e que caracterizam a cidade com seus barcos, gondoleiros e pessoas circulando. Várias lojas, restaurantes e hotéis estão espalhados pelo entorno desta área.








O Murano veneziano é único no mundo, mas desta vez encontrei muitos objetos falsos feitos na China. É preciso tomar cuidados para não comprar gato por lebre e desconfie se o valor for muito mais barato que na maioria das outras lojas porque certamente não é original. Você reconhece o verdadeiro pela leveza do material, transparência e brilho que o falso não consegue ter, além dos atendentes orientais que logo denunciam o produto. Sempre que visito Veneza não resisto para comprar uma de minhas paixões: o relógio de Murano que já tenho em várias cores. 






Terminamos o dia na Piazza San Marco, e apesar de não conseguir entrar na Basilica tiramos várias fotos da entrada. Vejam o trabalho nas paredes e teto desta Igreja em mosaico de ouro e que fazem dela a Igreja mais bonita que visitei. 









Foi um dia inesquecível e a cada visita Veneza me surpreende pela beleza. Não foi a última porque espero retornar em breve para andar pelos mesmos lugares, atravessar as mesmas pontes dos canais, ouvir o som do canto dos gondoleiros e esbarrar nos milhares de turistas . Veneza é especial sempre.





VEJAM OUTROS POST DE VENEZA NO MARCADOR AO LADO

Nenhum comentário:

Postar um comentário