27/08/2014

Vinhos e Queijos da Região de Marche na Itália






A região de Marche é famosa pelos seus produtos típicos da culinária italiana, principalmente os vinhos de produção DOC (Denominação de Origem Controlada). A cidade de Camerino fica nesta região e uma das aulas de Cultura Italiana da Escola que estudamos Dante Alighieri é sobre estes produtos com direito a degustação. Não sou expert em vinhos, apenas aprecio e aprendi com meu pai desde a infância porque é costume italiano uma criança compartilhar o vinho com água e açucar. Mas segue abaixo uma lista dos vinhos que conheci na região de Marche e muitos sites especializados no assunto podem fornecer informações mais técnicas para quem desejar aprofundar. O que posso dizer é que são vinhos ricos em sabor, textura e aroma, fico "caçando" no Brasil onde comprar e morrendo de raiva de pagar caro quando sei que na Itália custa 5 a 10 vezes menos, além de não encontrar muita variedade de bons produtores.

Mapa da Região de Marche e Áreas de Produção de Vinhos


O meu vinho preferido  já comentei AQUI, o VERNACCIA DE SERRAPETRONA , mas já provei a maioria e todos são muito bons. Os brancos Verdiccio de Matelica e Verdiccio del Castelli de Jesi e os tintos Rosso Piceno e Rosso Conero, talvez sejam os mais conhecidos. Todos com Denominação de origem controlada DOC e alguns com DOCG Denominação de Origem controlada e garantida.

ROSSO CONERO 
A zona de produção do Rosso Conero fica nas encostas do Monte Conero, próximo da cidade de Ancona entre o Mar Adriático e os Apeninos. São feitos com o mínimo de 85% uvas Montepulciano e adição de até 15% de Sangiovese. São tintos frutados intensos e concentrados. O Festival deste vinho acontece no primeiro final de semana de setembro na cidade de Camerano, vizinha de Ancona na região de Marche.

ROSSO PICENO 
É a maior produção de vinhos na área de Ascoli Piceno e com o vinho tinto mais suave feito com o minímo de 60% de uva Sangiovese, equilibrado com Montepulciano e opcional com duas variedades brancas Trebbiano e Passer. 

LACRIMA DI MORRO D´ALBA 
Vinho feito com a uva Lacrima típica da região de Marche e raramente encontrada fora da cidade de Morro D´Alba. Recebeu a Denominação de origem controlada DOC em 1985  que orienta o uso de pelo menos 85% da uva Lacrima e o salvou da extinção.

VERDICCHIO DE MATELICA E VERDICCHIO DEI CASTELLI DI JESI
Feito com a uva Verdicchio, o de Matelica é menos conhecido e menos acentuado por ter uma região menor de produção. É um vinho branco seco geralmente com 100% de Verdicchio ou com até 15% de outras uvas como a Malvasia Toscana ou Trebbiano.


Os outros vinhos das regiões no mapa acima eu ainda não conheço, portanto não posso falar muito a respeito, mas devem ser igualmente bons. Outros produtos típicos na região de Marche são os queijos, o pecorino com leite de cabra é o mais famoso produzido em muitas regiões da Itália com diferenças no tipo de raça utilizada. Em Marche a raça de ovelhas soprawissana são mais usadas e concentram a produção na área de Macerata.

Outro produto  famoso é o Queijo de Fossa encontrado mais ao norte de Marche e também produzido com leite de cabras. O método é muito antigo e fica por três meses em um buraco oval escavado na rocha. A Cacciota de Urbino é o queijo que recebeu DOP, denominação de origem protegida. No Monte Sibillini encontramos o queijo ao Tartufo e em Serrapetrona o queijo pecorino ubriaco, que significa bêbado em italiano porque é produzido com adição do vinho Vernaccia DOCG.


Cacciota de Urbino

Pecorino

Pecorino

Os embutidos são considerados os melhores da Itália e de longa tradição como o Ciauscolo produzido com carne de porco, alho, pimenta e vinho, o Salame de Fabriano ou Lardellato, Cappa di Testa feita com a cabeça, língua e outras partes do porco, o Presunto de Carpegna e tantos outros aromatizados ao tartufo, ao pecorino e ervas aromáticas.


Cappa di Testa

Salame de Fabriano


A maioria das pessoas viajam na Itália apenas para as cidades mais famosas e turísticas, mas para conhecer a verdadeira Itália com seus costumes e tradições deve incluir uma passagem, mesmo que seja breve por uma cidade ou pequena vila e provar a culinária local. E não faltam opções em todas as regiões, especialmente Marche onde são produzidos vários produtos de excelente qualidade e alguns considerados os melhores da Itália.

3 comentários:

  1. Parabéns pela matéria Nidia! Deu água na boca e vontade de voltar a essa região!
    Erica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Camerino é contagiante mesmo e aquelas delícias......como podemos viver sem elas no Brasil?rsrsrrss. Bjs e saudades.

      Excluir