21/04/2013

Descobrindo Luxemburgo





A origem da cidade começou com a fortaleza de "Lucilinburhuc e o Conde de Siegfried, um Carolíngio pelo sangue ao lado de sua mãe, descendente de Carlos Magno, no ano 963. A fortaleza deu nome ao país de Luxemburgo e a cidade. Cavaleiros e soldados ficavam na parte alta da cidade, enquanto os artesãos e comerciantes e outros grupos na parte baixa do Vale Petrusse e o rio Alzette , criando assim a distinção social segundo a posição na cidade. Mudou de mãos várias vezes durante a história até os Habsburgos assumirem o poder e ser declarada Grão Ducado de Luxemburgo, em 1815. No século 19 foi disputada pelos Habsburgos da Alemanha e os Bourbons da França ,terminando quando o Tratado de Londres considerou Luxemburgo um estado Neutro.

Fortaleza de "Lucilinburhuc


Minha sugestão de roteiro descobrir a cidade é começar pela Praça da Constituição  com o Memorial Gelle Fra e a Catedral de Notre Dame, um exemplo da arquitetuta gótica tardia com elementos renascentistas. Está localizada no coração da cidade e era um antigo colégio jesuíta , mas a ordem foi abolida em 1773 e os jesuítas deixaram a cidade. 

Catedral de Notre Dame de Luxemburgo







Na Praça da Constituição é possível ter uma bela vista do Vale Petrusse , da ponte Viaduct e Adolph ou mais conhecida como Ponte Nova com um arco de 85 metros. O  Obelisco “ Gelle Fra”, que significa senhora dourada em  luxemburguês  é uma homenagem aos voluntários das Guerras Mundiais e tem a estátua de uma mulher dourada que segura nas mãos uma coroa de louros.


Gelle Fra


Ponte Nova ou Adolph



Partindo deste ponto é muito fácil caminhar por horas pelas ruas do entorno e chegar na Place D´Armes com vários restaurantes, cafeterias, e no período  que fomos estava acontecendo um Mercado de Natal com barracas de produtos típicos, música e alimentação.











Outra ponto importante é a Place Guillaume com  a estátua do Grão-Duque Guilherme II que governou entre 1840 e 1849, deixando para Luxemburgo a primeira Constituição Parlamentar. A Place de Clarinfontaine também faz parte desta área de ruas para pedestres, mas a  grande atração é o Palácio Ducal , residência da família Reall. Na frente do Palácio fica uma casa de chá com um chocolate quente delicioso e diferente, você escolhe o sabor do chocolate em uma estante cheia de barrinhas embrulhadas e coloca no seu leite quente para derreter.

Place Guilhaume


Palácio Ducal

Place Clarifontaine




Para os amantes de compras a cidade não é o local ideal para isto, mas as principais grifes estão principalmente na Gran Rue e imediações das praças que comentei acima. Reserve um dia para descobrir a parte de baixo da cidade e andar pela cornija de luxemburgo, considerada a mais bela varanda da Europa com uma vista panorâmica para o vale e a cidade baixa.

Gran Rue



Para quem prefere excursões guiadas  ,uma das opções é  um trenzinho, o Petrusse Express que funciona de março a outubro das 10h00às 16h00 com um passeio de 50 a 60 minutros pelo vale e cidade. Informações do Petrusse Express e outras opções de tours no site : www.sightseeing.lu

Cornija de Luxemburgo

Trem Petrusse Express


A edificação da Filarmônica me impressionou, localizada no bairro novo entre o aeroporto e a cidade velha, foi uma das que mais me impressionou. Eo que menos gostei foram as Casamatas, passagens subeterrâneas interligadas usadas como abrigos para a população durante a II Guerra Mundial. Apesar do valor histórico não gosto muito de passeios deste tipo como cavernas e catacumbas.

Filarmônica de Luxemburgo



Casematas

2 comentários:

  1. Linda cidade e excelentes fotos.....
    Uma cidade que recomendo a todos viajantes.... :)
    Parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir