17/12/2012

Barcelona-Espanha

Brasão de Barcelona

Barcelona  não é considerada a meca da arquitetura por acaso, a cidade reúne obras de alguns dos principais arquitetos de diferentes movimentos. Um roteiro para conhecer a cidade e as principais obras pode começar na Praça Catalunya, onde fica o Centro de Informação Turística e os ônibus oficiais de turismo.  Uma dica importante, apesar de você estar na Espanha, a língua nesta região é o Catalão  que considero uma mistura de francês com espanhol e um pouco mais difícil de compreender, mesmo para quem fala o espanhol.




No site http://www.barcelonabusturistic.cat você encontrará todas as informações do ônibus de turismo. Os ônibus funcionam das 9h00 até às 20h00, exceto no inverno até as 19h00 com saídas frequentes a cada 5 a 25 minutos diariamente ( exceto 25/12 e 01/01,  e rota verde apenas de março a novembro). Guias em 10 idiomas com fones de ouvido individuais são disponíveis e você pode apenas com um ticket ter acesso nas 3 rotas podendo iniciar com uma, parar e descer nos pontos que desejar e depois pegar a outra rota. A jornada completa  da rota azul e vermelha são em média 2 horas e a rota verde quarenta minutos. Os tickets custam em 2012 : 24 euros para 1 dia e 31 euros  para dois dias consecutivos . Crianças de 4 a 12 anos também pagam 14 euros para um dia e 18 para dois dias. Em apenas um dia é impossível aproveitar o melhor de Barcelona, então sugiro fazer o roteiro em dois dias e se tiver tempo deixar outros dias para retornar com mais calma.




A Rota vermelha é a mais interessante, começa na Praça Catalunya passando por Casa Battló, Casa Millá, Diagonal que é uma das  ruas de lojas mais elegantes da cidade, Estacão Sants que é a mais central para quem chega na cidade de trem , Creu Coberta  que une a Praça de Espanha com a Estação de Sants  com grande atividade comercial e tendo o Mercado como ponto central com inúmeras lojas no entorno da avenida. Na Praça de Espanha ficam as Torres Valencianas e o Museu Nacional de Arte da Catalunya MNAC. Para quem gosta de arte, uma parada neste museu vale a pena mesmo que seja para ver a arquitetura da edificação em estilo barroco. Possui uma das mais completas coleções de arte Românica, além de obras de Goya e Velasquez entre outros.



Casa Batló de Gaudi



Casa Millá de Gaudi


Estacão Sants

Mercado Creu Coberta


Praça de Espanha

Torres Valencianas

Museu Nacional de Arte da Catalunya -  www.mnac.cat


O Pueblo Espanhol também faz parte desta rota e reúne toda a riqueza arquitetônica da Espanha, um parque construído para a Exposição  Internacional de 1929 com réplicas em tamanho natural. Destaque para o  Pavilhão Mies Van der Rohe que representou a Alemanha durante a exposição  e referência da arquitetura do século XX. www.poble-espanyol.com





Pavilhão Mies Van Der Rohe 



A rota vermelha ainda passa pela área dos Jogos Olimícos de 1982 e o Anel Olímpico de Montjuic, projetado por Calatrava. Nesta área você poderá passar um bom tempo visitando todo o complexo, o Castelo e os inúmeros museus, com destaque para a Fundação Joan Miró




Castelo de Montjuic


www.fundaciomiro-bcn.org

Anel Olimpíco de Calatrava

Estádio Olimpíco



O Port Vell é a área do porto reurbanizada com Complexo Maremagnum e um Aquário onde pode-se atravessar um túnel de vidro abaixo da piscina de tubarões. É a área mais antiga de Barcelona e atualmente a mais animada da cidade. A La Rambla del Mar é perfeita para um passeio no final da tarde. O Port Olimpic é outro ponto para desfrutar a cidade com a escultura de peixe de  Frank Gehry e calçadões entre a praia e pontos comercias, restaurantes,etc.


Las Ramblas del Mar





Port Olimpic



A Rota Azul passa pela Casa Batló, Casa Millá, Sagrada Família, Parque Guell, Parque Tibidabo em uma das montanhas mais altas de Barcelona com a  Igreja do Sagrado Coração e a Torre de Collserola do arquiteto  Normam Foster. Chega-se na parte alta de carro, ônibus, trem ou funicular . Entre outros pontos interessantes desta rota o destaque para o Museu  de Arte e Cultura Contemporânea  MACBA, do arquiteto Richard Meier.






Parque Tibidabo

Torre de Norman Foster

Igreja do Sagrado Coração

A rota verde começa no Port Olimpic,  passando pelas melhores praias da cidade, e por este motivo este circuito não funciona no inverno. Mas o melhor de escolher entre estas rotas é a possibilidade de você parar onde quiser e depois esperar o próximo ônibus para continuar o trajeto, além de poder iniciar em umas rota e depois seguir em outra. O Mapa no site mostra todas estas opções. É uma maneira de descobrir Barcelona sem ficar amarrado em horários de excursão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário