08/11/2010

Aldeia de Carapicuiba - Brasil


Carapicuiba está distante apenas 30 Km de São Paulo  com acesso pela Rodovia Castelo Branco. Passei muitas vezes por motivos de trabalho nesta cidade e um local sempre me chamou a atenção, mas não conseguia parar para conhecer melhor. Como fica muito perto de Tamboré ,onde ficamos hospedados durante as reformas em casa, passamos no final da tarde para conhecer a : Aldeia de Carapicuiba.


É uma aldeia fundada em 12 de outubro de 1580, pelo Padre José de Anchieta sob a administração da Companhia de Jesus  para catequese indígena e proteção deles contra o trabalho escravo. As terras foram doadas  por Jerônimo Leitão e Afonso Sardinha, e tombadas pelo Patrimônio Nacional como única aldeia que restou das 12 construídas em torno do centro de São Paulo. É um marco da resistência dos índios contra a ação dos bandeirantes que vislumbraram a possibilidade de utilizar a mão-de-obra indígena no trabalho agrícola e escravidão.



O urbanismo e arquitetura retratam o estilo do Brasil Colonial com uma Praça retangular e casas em taipa de pilão geminadas no entorno, telhados de duas águas e cumeeira paralela à rua. A Igreja também de taipa, consiste em uma nave retangular com quatro áreas laterais que abrigam imagens e um altar simples com a cruz na praça.





No início de  maio comemora-se a Festa da Santa Cruz com danças indígenas como o Zagaia e a Sarabaquê. A Aldeia de Carapicuiba , assim como as cidades próximas à capital paulista: Embú das Artes, Barueri, Santana de Parnaíba, Sâo Roque e Cotia , fazem  parte do Circuito Taipa de Pilão. Um roteiro de cidades com características de arquitetura colonial e que retratam o período e influência dos Bandeirantes.

4 comentários:

  1. Anônimo21/1/11

    Obrigada pelas informações dadas
    Ana Rita

    ResponderExcluir
  2. Ana Rita,poucas pessoas sabem deste tesouro de arquitetura e espaço urbano colonial brasileiro. Acabei conhecendo por acaso e a divulgação ajuda a preservar esta memória.

    ResponderExcluir
  3. Anônimo6/8/14

    Ana Rita, gostei muito tambem desta reportagem realmente é um tesouro da arquitetura brasileira, eu tive o prazer deliciosos vinhos quente na época de inverno com grupos de amigos.Mas fiquei decepcionada de eles não ter conservado o estilo colonial da época

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anfa, Obrigada pela visita e faz tempo que não passo por lá mas já ouvi de amigos que o espaço foi descaracterizado na arquitetura. Uma pena mesmo.

      Excluir