17/01/2017

Escola de Italiano Dante Alighieri em Recanati - Itália




O ano começa com novos planos, muitos desejos a realizar e nada melhor do que programar uma viagem. Planejando com antecedência você consegue melhores preços em passagens e trabalha com mais entusiasmo sonhando com os dias que poderá usufruir de tudo aquilo que sonhou.

E para quem quer aprender uma língua nova, uma viagem associada a um estudo no país base é muito melhor. A Escola Dante Alighieri, que muitos leitores já conhecem e encontraram informações neste blog está de casa nova. Os terremotos que castigaram a Itália no ano passado fizeram muitos estragos na nossa amada cidade de CAMERINO que está em área vermelha, isto é, está interditado até fazerem os reparos para que nada venha abaixo com as rachaduras. Neste ano a Escola funcionará em RECANATI uma cidade vizinha  próxima do Mar Adriático.





A programação será a mesma e o sistema de alojamentos e passeios também com a equipe de professores amada por todos que já passaram pela escola. O site tem todas as informações em português com o programa , atividades , passeios inclusos e um desconto especial para brasileiros. Veja no marcador ao lado "Camerino" para mais informações. A cidade de Recanati é muito parecida com Camerino, segura e cheia de história com bons restaurantes, pubs e apenas 10 km de lindas praias.






14/01/2017

Lyon - França



Aeroporto Saint Exupèry do arquiteto Calatrava

Não acredito que voltei para esta cidade linda! Na primeira vez passei apenas rapidinho pelo aeroporto em conexão com trem TGV e aéreo no aeroporto mais incrível que já conheci, e está tudo escrito neste post AQUI. Desta vez o motivo foi participar da Fête des Lumières que comentei no post anterior. Do aeroporto até a cidade usei o trem Rhône Express, com custo de ida e volta de 27,50 em um percurso de vinte nove minutos até a Estação Part Dieu. Os trens partem a cada 15 minutos e o bilhete pode ser comprado no aeroporto ou pela internet neste link:https://www.rhonexpress.fr/
Na Frente da Estação Part Dieu tem um Centro Comercial de mesmo nome com diversas lojas, Praça de alimentação, etc. No entorno boa opção de hotéis e muito próximo o Mercado Les Halles de Lyon Paul Bocuse.



Interno do Trem Rhône Express com espaço para malas




Escolher o hotel não foi uma tarefa fácil porque os preços durante os dias da Festa das Luzes ficam altos e os mais centrais lotam rapidinho. Para quem deseja visitar a cidade durante a Fête des Lumières recomendo reservar o hotel com muita antecedência para ficar na península onde pode-se fazer tudo a pé. Com a indicação da escola fiquei no Hotel Centre Jean Bosco, simples e um pouco longe do centro, mas a poucos passos da Basílica de Notre Dame e na frente do Teatro Romano com uma vista espetacular da cidade. Não era a minha opção de hotel porque tem a dependência de usar o funicular para chegar, mas não havia mais hotéis disponíveis no centro quando decidi viajar a Lyon. No final gostei bastante porque é limpo, organizado e o pessoal muito atencioso com um bom custo benefício. Para chegar da estação Part Dieu, peguei o metro linha B-Azul na direção Jean Macé e fiz conexão na estação Saxe Gambeta com a linha D-Verde em direção a Vieux Lyon, onde peguei o funicular com duas opções: F1 até a estação Minimes Theatres Romais que funciona das 6h00 às 24h00 ou F2 até a Fouvrière e funciona das 6h0 às 22h00.





Funicular 

Funicular 

VIEUX LYON
É a velha Lyon com suas ruas medievais cheia de charme, restaurantes e lojas com a estação de metro da Linha D-Verde de mesmo nome, o funicular para visitar a Basílica Notre Dame e o Teatro Romano no alto da colina de Fouvière. Ao lado da estação Vieux Lyon fica a Catedral S. Jean Baptiste  com o relógio astronômico do tempo que todos acreditavam que a terra era o centro do universo. Na velha Lyon ficam a maioria dos traboules, do latim trans ambulare e do francês trabouler, que significa "passar através de". São passagens cobertas para pedestres que atravessam casas e edifícios para conectar uma rua com outra. Alguns são públicos e outros fechados, sinceramente não tive coragem para entrar nestes becos escuros, mas para quem quiser conferir onde ficam vejam no site: http://www.lyontraboules.net.

 FOUVIÈRE
No alto da colina Fouvière fica a Basílica de Notre Dame, construída em homenagem a Virgem por salvar Lyon da Peste Negra e símbolo da cidade. Lá do alto em dias claros é possível ver ao longe o Mont Blanc, distante aproximadamente 230 km.




Basílica Notre Dame de Lyon

O Teatro Romano é considerado o mais antigo da Gália que acomodava 10.000 pessoas, e ainda é usado para shows e apresentações como no passado. O sítio arqueológico com entrada gratuita é formado pelo palco principal e um palco menor. O Museu Galo romano possui peças encontradas na região do Rhône e fica na rue Cléberg, 17. Funciona de terça a domingo das 10h00 às 18h00 com custo de 4 euros o bilhete. 

Neste vídeo uma apresentação da Fête des Lumières no Teatro Romano:

video



A PENÍNSULA DE LYON
A Ponte Bonaparte atravessa o Rio Saône e liga a Vieux  Lyon com a Península e a Praça Bellecour com a escultura de Louis XIV ao centro, criada pelo artista François-Frédéric Lemot. Aos pés da estátua, as esculturas representando o Rio Saône de Nicolas Coustou e o Rhône  de Guilhaume Costou. Em formato retangular é o ponto zero da cidade e considerada a maior de pedestres na Europa.O escritório de turismo também fica na praça e, é o ponto de partida dos ônibus de turismo.

Rio Saône da Ponte Bonaporte

Place Bellecour

Place Bellecour

Place Bellecour


No canto sudoeste da praça, a estátua de cobre do Pequeno Príncipe e Saint Exupèry, criado pelo escultor de Lyon Christiane Guillaubey e inaugurado em 29 de junho de 2000, no centenário de nascimento de Antoine Saint-Exupèry. E na esquina com a Rue Gasparin, a escultura "Pedra Watcher -Vigia de Pedra", no local da explosão de uma bomba em  26 de julho de 1944 colocada pelos lioneses no local de uma antiga cafeteria "Moinho de Vento", frequentado por oficiais alemães e membros d Gestapo. Em retaliação os alemães fuzilaram no local cinco resistentes franceses da Segunda Guerra Mundial. O memorial foi projetado pelo arquiteto Louis Thomas e o escultor Georges Salendre.  

Pequeno Príncipe e Saint Exupèry na Place Bellecour

Pequeno Príncipe e Saint Exupèry na Place Bellecour

Vigia de Pedra

Vigia de Pedra

A Rue de La République com lojas de grandes marcas tem a Place de mesmo nome  e a fonte com jatos de água, que eu já era apaixonada muito antes de conhecer ao vivo, e a Rue du President Edouard Herriot são artérias importante que ligam a Place Bellecour até a Place des Terraux


Rue de La Rèpublique

Igreja Saint Nizier


Place Jacobins


Place de la Borse

O Museu de Belas Artes e a Prefeitura (Hotel de Ville) ficam na movimentada Place des Terraux com a Fonte projetada por Bartholdi, o mesmo artista da estátua da liberdade presenteada pela França aos Estados Unidos. O Museu tem a segunda maior coleção de arte impressionista da França, depois do Museu Dorsay em Paris. No interior um jardim público com estátuas de Rodin, cafeteria e livraria, onde encontrei um livro da minha pintora impressionista preferida "Berthe Morissot". Informações do museu no link:
www.mba-lyon.fr


Jardim Público com esculturas de Rodin
no interior do Museu de Belas Artes

Jardim Público com esculturas de Rodin
no interior do Museu de Belas Artes


Museu de Belas Artes

Prefeitura Hotel de Ville


Atrás da prefeitura, na Place de la Comédia fica a Ópera Nacional de Lyon. O arquiteto francês Jean Nouveau fez uma intervenção na arquitetura da Ópera preservando o estilo clássico com um toque de modernidade. Ao lado fica a incrível Place Louis Pradel. 

   
Ópera de Lyon


Place Louis Pradel

Caminhar pela cidade de Lyon é uma delícia, plana, cheia de lojas bonitas, arquitetura impressionante e muito charme. A cidade é considerada a capital da gastronomia francesa e à frente de Paris. E a fama deve-se também ao grande chef Paul Bocuse que há cerca de quarenta anos está presente no Guia Michelin com a nota máxima de três estrelas. O mercado Les Halles de Lyon leva seu nome e é parada obrigatória para os amantes de uma boa gastronomia com uma incrível variedade de queijos, trufas, pães e muitos produtos da região. Neste link os endereços dos Restaurantes e Brasseries de Paul Bocuse:

Estive no Hotel Le Royal na esquina da Place Bellecour para um café da manhã feito pelos alunos da Escola Paul Bocuse, em um ambiente decorado como uma típica cozinha rústica francesa.



 

Outro local cheio de restaurantes é a Rue Merciere, mas como a cidade estava lotada de pessoas para a festa não consegui entrar em nenhum deles com filas de espera enormes. Mas encontrei uma opção que gostei bastante na Rue della Republica em frente a loja Monoprix, um paraíso para os amantes de compras. O Restaurante L´Institution com mesas externas e internas, um menu delicioso e de quebra um garçom que falava alguma coisa em português porque os franceses não são muito amáveis em falar outra língua que não seja o francês.










Restaurante L´Institution na Rue de La Republique
 


Outro Restaurante que estive foi o Fouvière ao lado da Basílica de Notre Dame no alto da colina. A vista da cidade lá do alto é o grande atrativo e a comida deliciosa, mas é preciso fazer reserva.





Tenho uma ligação muito grande com a França desde pequena, e esta viagem foi além do mágico na minha vida porque a beleza das luzes  em um mês de festas natalinas, despertou um desejo de voltar a comprar enfeites de Natal. Muitos sabem que deixei de gostar do Natal desde que nasceu este blog com o falecimento do meu pai, alguns dias antes desta data. Na frente da Igreja Saint Nizier encontrei uma loja cheia de enfeites de Natal com bolas pintadas à mão e temas de histórias infantis, mas não sei se funciona o ano inteiro desta maneira.







Mais informações de Lyon no link: http://www.lyon-france.com/