23/04/14

História de Lorenzo em Camerino-Itália

No mês de aniversário dos 5 anos do blog preciso mencionar esta história linda que o " Passione " participou. Paulo Cesar encontrou nosso blog porque estava pesquisando a história do seu avô italiano Lorenzo que estudou em Camerino. Ele me escreveu para descrever sua pesquisa e se poderia ajudá-lo. Escrevi para as pessoas que conhecia em Camerino e conseguimos cópias de documentos que comprovaram a passagem de Lorenzo, seu avô pela cidade e na Universidade de Camerino. 



Algum tempo depois , inspirado pelos post de Camerino e a vontade de conhecer um pouco mais da história de seu avô, Paulo viajou com a família para visitar a cidade onde Lorenzo estudou Farmácia antes de chegar ao Brasil, e nos enviou as fotos desta visita que seguem abaixo.

Universidade de Camerino

Basílica de San Venancio

Rocca Borgia

Piazza Cavour 


Paulo também visitou a cidade onde seu avô nasceu e a casa em que viveu, na cidade de Roasio, perto dos Alpes e de Turim. 

" É uma região bonita e eles dizem ser a capital do arroz de rizoto. Roasio não é uma cidade nos moldes tradicionais. É dividida em pequenas comunidades como se fossem bairros isolados e designados por vias. A familia do meu avô pertencia à Via San Giorgio."








Parabéns Paulo pela pesquisa de suas origens e chegar até onde chegou, visitando os lugares onde seu avô nasceu e viveu. Acredito que conhecer nossas raízes é importante para valorizar nossos antepassados e entender quem somos. Fico muito honrada  do " Passione per Viaggio" ter participado da sua história.


19/04/14

Homenagem especial no aniversário do blog



Hoje é o aniversário de 5 anos do Blog,  que nasceu como descrito na abertura da capa por uma herança do meu pai que adorava colocar o pé na estrada e nos levar para vários lugares. Ele adorava pegar uma estrada, um mar, uma aventura, e desde criança me incentivou com tudo na vida, me ensinou a pescar na prática e na vida profissional porque seu lema era dar a vara e ensinar a pescar....... e adorava o mar e uma pescaria....



Ainda criança eu já conhecia quase todo o Brasil de carro e estradas de terra, dormindo dentro do carro algumas vezes em postos de gasolina porque não tinha hotéis disponíveis, ou puxando de carro aproximadamente 1500 Km entre Natal e Belém em um só dia porque meu pai teve receio de parar em lugares desconhecidos. Me lembro que eu e minha irmã comemoramos dentro do carro quando faltava apenas 500Km. E pegando atalhos nas estradas, passando pelo meio de rios e pontes de madeira cheias de aventura.

eu em algum lugar do Brasil com seis anos


Viagem ao Pantanal

Tudo era uma aventura que ele nos ensinava e incentivava, assim como a primeira moto italiana que tivemos com apenas 12 anos de idade , andar de para-quedas no México e treino de tiro-alvo na fazenda quando éramos ainda crianças.....até hoje adoro parquinhos com barraca de tiro ao alvo porque sempre ganho alguma bugiganga . hahahha





Meu pai sempre reuniu a família com as tradições italianas em volta de uma boa mesa de massa e vinho. Nos ensinou a beber vinho e nunca ficamos alteradas  com a bebida que era presente na mesa desde criança.



Pai, companheiro, amigo e meu herói , minha base que se foi a exatamente cinco anos, mas deixou muitas lembranças boas, muitos ensinamentos e muito amor. Hoje a homenagem especial é dele com muito orgulho.








16/04/14

O que vestir na Primavera em Camerino - Itália




Maio é o mês da Festa Medieval em Camerino que já comentei neste post AQUI ,AQUI, AQUI , AQUI , AQUI , e como também estarei estudando mais um pouquinho na Itália em maio, tenho recebido muitas mensagens perguntando sobre o tempo e o que vestir porque apesar de primavera ainda está frio por lá.

Na última vez que estive em Camerino no mês de maio estava sol com vento gelado pela manhã e à noite, mas não precisei de casacos grossos, luvas, roupa de lã, etc. Levei malhas e casacos mais leves e nos passeios em outras cidades estava mais quente  porque Camerino fica mais  alto. 

Coloquei várias fotos abaixo com comentário do que eu estava usando para verificarem  o tempo no mês de maio em Camerino e em outras cidades da Itália e assim terem uma noção do que encontrar neste período de primavera.

Camerino à noite final de maio na Piazza Cavour
Useu camiseta lacost e um casaco de microfibra com echarpe de algodão 

Camerino à noite na Taverna Medieval
Calça Jeans e Blusa fina 
Camerino à noite no Bar Centrale final de maio
Malha de Linha com Casaco Microfibra e echarpe de seda

Camerino à noite no Pub Asterix final de maio e todos com casaco leve

Rocca Borgia de Camerino por volta do meio dia final de maio
Legging e Blusa fina com echarpe de algodão

Minha amiga estava de camiseta regata com uma malha amarrada na cintura
Bolonha final de maio à tarde
Malha de algodão de manga comprida

Firenze pela manhã final de maio
Camiseta Lacost e calça de microfibra

Roma pela manhã  final de maio
Jaqueta de Microfibra 

Roma à tarde final de maio
Camiseta e echarpe de algodão

Para resumir, leve roupas de materiais leves como algodão, linha e microfibra porque faz sol e casacos tipo trench  ou jaquetas curtas para proteger do vento um pouco gelado pela manhã e à noite que pode ser também em microfibra, jeans ou couro. Cachecol de tecido que não seja lã e malhas finas fechadas e abertas com manga são fáceis para carregar na bolsa durante o passeio e colocar se o vento começar a incomodar. 

Nunca peguei chuva mas sempre carrego um guarda-chuva pequeno na bolsa para emergência. E na Itália tem um mais lindo do que o outro, portanto nem se preocupe em comprar antes de viajar.

12/04/14

Planejamento financeiro na Viagem




A maioria das pessoas gosta de viajar, mas algumas detestam controlar o dinheiro durante a viagem e acabam não aproveitando direito o passeio com a preocupação de ficar sem em um país estrangeiro. Desde a nossa primeira viagem desenvolvemos uma técnica para controlar os gastos e aproveitar tudo com mais tranquilidade. Tudo começa com o planejamento que colocamos em uma Planilha Excel que eu desenvolvi e consiste em colocar alguns dados e todas as estimativas de gastos.




Dividimos as colunas na parte superior de forma horizontal da  Planilha da seguinte maneira: 

Data 

Dia da semana - importante para não agendar neste dia passeios em museus, por exemplo, onde a maioria fecha às segundas-feiras.

Roteiro Básico - coluna para colocar o nome da cidade ou das cidades.

Aéreo-Trem e Translado - nesta coluna fazemos uma subdivisão de duas colunas, uma para anotar a estimativa do gasto e a outra para especificar. Exemplo: primeira coluna 30,00 euros, segunda coluna - trem Firenze-Roma, ou uma passagem aérea ou um translado, ou um passe de metro, etc. Quando a viagem inclui mais do que um pais com moedas diferentes, acrescentamos uma coluna separada para cada uma e na soma final sabemos quanto precisaremos em cada moeda.
As passagens aéreas e de trem normalmente já compramos antecipadamente pela internet, portanto servem apenas para o orçamento final e separar o dinheiro para os pequenos gastos.

Hotel - segue o mesmo conceito da coluna acima e anotamos também os Tax que são cobrados no check-out e nem sempre está incluso na reserva. Como reservo no site da booking.com, o valor é informado na página do hotel e geralmente são 2 a 4 euros por dia/pessoa.
Pagamos os hotéis no cartão de crédito antecipadamente ou no check-out e desta maneira não nos preocupamos em carregar dinheiro para esta finalidade.

Passeios - no mesmo conceito acima anotamos os possíveis gastos no dia correspondente com entrada de museus, ônibus de turismo,passeios de barco, aluguel de carros com gasolina, estacionamentos, guarda-volumes de malas, etc. Alguns passeios são comprados antecipadamente pela internet para  evitar filas  e levamos impresso os tickets.

Alimentação - uma coluna para cada moeda diferente, exemplo: euro para Europa e Franco Suiço para Suiça ou Libra Esterlina para Inglaterra, etc. 
Mas como saber o gasto com alimentação? Não é fácil e depende da rotina de cada um. Nós fazemos refeições mais práticas e rápidas enquanto passeamos em alguma cidade para não perder tempo em restaurante e deixar de conhecer alguma coisa interessante, principalmente se for a primeira visita. Deixamos os restaurantes para noite e dependendo do lugar ,ou compramos algumas coisas no supermercado e comemos no quarto do hotel. Antes da viagem pesquisamos alguns restaurantes no destino e o site da Tripdavisor é ótimo para isto, depois entramos no site do restaurante para verificar o Cardápio que alguns disponibilizam preços. Mesmo não tendo a intenção de ir aos restaurantes pesquisados, servem como base de custo de uma alimentação. 
Com estas informações estimamos um valor de alimentação a ser gasto por dia e tentamos nos enquadrar neste orçamento. É claro que algumas vezes gastamos mais ou até menos da cota diária e sempre deixamos uma reserva maior, mas sabemos que até o final da viagem o gasto está previsto e reservado. E o cartão de crédito serve para algum restaurante bacana que encontrarmos.

Compras e Souvenir - no mesmo conceito já comentado acima de uma coluna para cada moeda , reservamos um valor para esta finalidade e por dia. Exemplo: podemos estimar em uma viagem gastar 50 euros por dia em compras e souvenir e deixamos este dinheiro separado retirando para a carteira a quantia diária . Deste modo sabemos que até o final da viagem teremos dinheiro para comprar o que quiser. Também usamos o cartão de crédito para alguma coisa além deste valor. Este é o único da lista que separamos um valor para cada um, assim meu marido e eu temos liberdade de comprar o que quiser sem depender do outro. Podemos entrar em uma loja e cada um comprar o que quiser da sua cota porque o valor está separado na carreira de cada um. 


No final somamos cada coluna , criamos um resumo com os gastos divididos por categoria e fazemos a conversão no próprio excel com a cotação do dia para saber o custo da viagem e quanto precisaremos por dia.Separamos o dinheiro por finalidade e guardamos com um post-it na bolsa de cintura de viagem, retirando diariamente a quantia da planilha naquele dia. 



E com a maioria das coisas pagas antecipadamente e outras no cartão de crédito, fica mais fácil controlar o dinheiro e aproveitar a viagem sabendo que terá o suficiente até o final da viagem.





09/04/14

Objetos de Viagem - Peças de decoração



Encontrar lojinhas de souvenir em cada canto que se viaja não é difícil e a maioria tem muita bugiganga "pega turista". Como não gostamos de carregar muita bagagem e de ter uma casa entulhada de coisas, desenvolvemos uma tática de souvenir que é a nossa coleção de mini pratinhos de cada lugar que já comentei em outro post. 






Como sempre gostei de arte desde criança, meus pais  trouxeram a pintura de abertura deste post de uma viagem a Paris e  tenho até hoje. Esta foi a primeira  na decoração de casa e outras que adquirimos em viagem, mas não compramos réplicas ou falsificadas, optamos por fotos preto e branco ou algo bem típico que se enquadre no nosso ambiente. O meu conceito na escolha dos quadros é que eles precisam contar uma história, trazer uma lembrança e estar dentro do conceito do espaço. Não consigo escolher um quadro apenas para combinar com a cor do ambiente.




Esta gravura foi a primeira que comprei em uma viagem a Los Angeles,  é uma montagem com a imagem do Universo e uma parte do afresco da Capela Sistina no Vaticano pintada por Michelangelo  que representa Deus dando vida a Adão. 






Uma coleção que era do meu pai com notas antigas dos países estão montadas em uma parede junto com fotos de família  e um relógio antigo de estação de trem  ficam no nosso Home Office. Achamos que era o lugar perfeito porque dinheiro atrai dinheiro e um bom incentivo ao trabalho. As moedas também de diferentes países ficam em um vidro sobre o armário baixo . 





Outros objetos da decoração também foram trazidos de viagens como a coleção de copos de Murano por serem uma peça única e bem característica de Veneza, cerâmica da Holanda com os moinhos , uma base de luminária de mesa com a representação das cariátides na Acrópole de Atenas, etc. E nossas fotos ficam armazenadas em um Porta Retrato digital ligado todos os dias. 





Esta é uma pequena amostra do que trazemos de viagens e preferimos peças que se enquadrem dentro do nosso contexto, não imaginamos por exemplo, trazer um chapéu mexicano ou um berimbau que não teríamos onde colocar e nenhuma relação com o nosso espaço.E não vejo muito sentido comprar para deixar dentro de um armário, portanto todas as peças são escolhidas com muito carinho e por representarem algo que vivenciamos. As fotos em preto e branco abaixo são de obras que estão no Museu do louvre : Escultura Vitória de Samotrácia e Psique do Amor, ambas ficam bem em frente à minha mesa de trabalho e me inspiram.