24/11/2017

O coração de Roma: Rione Campitelli




Arco de Constantino no Fórum Romano


O Rione Campitelli é o que possui menos pessoas, porém com os monumentos e sítios arqueológicos mais importantes de Roma. É passagem frequente de todo turista pela cidade porque o Fórum Romano fica neste Rione, além do Museu Capitolineo, a Piazza Campidoglio de Michelangelo que já comentamos nestes posts AQUIAQUI entre outros. 

 Fórum Romano

 Fórum Romano

Piazza Campidoglio

Piazza Campidoglio

Piazza Campidoglio


É o coração da Roma antiga e do maior templo dedicado ao Deus Júpiter, onde hoje encontra-se o Capitólio. Ao lado com acesso por uma íngreme escadaria de 124 degraus está a Igreja Santa Maria em Aracoeli do século XIV. O nome significa "Altar dos Céus" e algumas das colunas no seu interior pertenciam ao Templo de Júpiter. A Igreja está aberta para visita todos os dias das 9h00 às 12h30 e 15h00 às 18h30.

Igreja Santa Maria Aracoeli

Igreja Santa Maria Aracoeli

Igreja Santa Maria Aracoeli

Igreja Santa Maria Aracoeli vista da subida ao
Campidoglio e Atar da Pátria ao fundo

Mas o monumento que mais impressiona pela beleza e grandiosidade é o "Altar da Pátria", em homenagem ao Vittorio Emanuele II, rei da Itália. Na Piazza Venezia com arquitetura inspirada no ecletismo misturando vários estilos, símbolos patrióticos como as fontes laterais que representam os maiores mares italianos, o Adriático e o Tirreno entre outras esculturas e emblemas com a enorme figura do rei ao centro com quinze metros de altura.

Piazza Venezia e Altar da Pátria

Túmulo do Soldado desconhecido no Altar d Pátria
 
Vista do topo no Altar da Pátria

Estátua do Rei Vittório Emanuele II

Estudar em Roma foi mais do que um aprendizado em todos os sentidos, e tive o prazer de ter aula com profissionais renomados que fizeram iluminação de obras como Capela Sistina, Coliseu e o imenso prazer de ser orientada no meu trabalho final de mestrado por Alessandro Grassia, que fez o projeto de iluminação do Altar da Pátria e do Fórum Romano. Aprendi muito e quero colocar em prática todo este conhecimento e ensinar nas Universidades para passar adiante e ajudar a formar bons profissionais no Brasil.





Veja Também :


18/11/2017

Rione Pigna de Roma



Piazza della Rotonda com Panteão
Panteão




Continuando a escrever sobre os 22 Riones de Roma que formam o centro histórico da cidade, o Pigna é bem frequentado pelos turistas porque tem como foco central o Panteão. A grande estátua de uma pinha que originou o nome deste Rione, encontra-se no interior do Museu Vaticano no Pátio de mesmo nome, mas uma fonte de Pinha ainda fica na Piazza S. Marco, ao lado da Piazza Venezia com o Monumento Altar da Pátria.

Fontana della Pigna-Piazza S. Marco




 


Desde a Piazza Venezia e no entorno do início da Via del Corso, você encontra vários Palácios que pertenceram a importantes famílias de Roma como: Palazzo Altieri do Papa Clemente X; Bonaparte; de Carolis; Grazzioli e Maffei Marescotti com arquitetura de Giacolo della Porta; Palácio Venezia com projeto de Leon Battista Alberi, e que hoje é um museu e serviu de sede a Mussolini. O pátio do Palácio Venezia tem entrada gratuita e é um reduto de paz para quem passeia por Roma agitada de turistas. Sempre que passava por aquela área, percorria o jardim com som de pássaros e uma fonte bem no centro. Atualmente estes Palácios abrigam outras funções como bancos, e o mais famoso deles abriga o Museu Doria Pamphili, na Via del Corso. Ele pertenceu às nobres famílias romanas Della Rovere e Aldobrandin, e depois para a família Pamphili que o transformou no edifício residencial mais importante de Roma com uma coleção de arte que pode ser visitada e inclui obras de Velasquez e Bernini.

Palazzo venezia







Collegio Romano


Na Piazza San Marco ficava o Templo de Isis e hoje a estátua Parlanti de Roma Lucrezia que já comentei AQUIAcredita-se que é a figura a Deusa Íris e leva o nome de Lucrezia d´Alagna, uma nobre que viveu em Roma no século X e era amante do rei de Nápoles Alfonso V de Aragão.Outra estátua Parlanti de Roma fica ao lado do Museu Doria Pamphili, a Fontana del Facchino.


Lucrezia - Estátua Parlanti di Roma


Fontana del Facchino na Via  Lata


Neste Rione também ficam duas Igrejas Barrocas de muita beleza, a Basílica de San Marco que pontuei como uma das 10 mais bonitas de Roma (comentei AQUI) e a de Santo Ignácio de Loyola com destaque para o afresco pintado no teto pelo frei Andrea Pozzo, considerado o pai da perspectiva pictória (comentei AQUI). Outras Igrejas menores também fazem parte do Rione e destaco a de Santa Maria Sopra Minerva ao lado do Panteão com obelisco na fachada de Bernini e a escultura de Michlenagelo do Cristo sem feridas em pé com a cruz.

   


Obelisco da Igreja Santa Maria Sopra Minerva de Bernini e Panteão ao fundo



Igreja Santa Maria Sopra Minerva

Escultura Cristo de Michelangelo na Igreja Santa Maria Sopra Minerva

Igreja Santo Ignácio de Loyola

Igreja Santo Ignácio de Loyola
 

Atrás do Panteão na Via della Palombella, ficam as ruínas da Terme de Agripa e a Basílica de Netuno, construída em homenagem ao Deus do mar para celebrar as vitórias navais de Marco Vipsanio Agripa. Uma parte de mármore com golfinhos está hoje no Museu da Ópera do Duomo de Pisa.


Via della Palombella com Ruínas da Basílica de Netuno e Panteão atrás 
Ruínas da Basílica de Netuno


Panteão

A Praça Torre Argentina também pertence a este Rione com as ruínas do antigo Teatro Pompeu que foi palco do assassinato do Imperador Júlio César em suas escadarias, Templos da era Romana Republicana e a Torre Medieval Boccamazzi, além de atualmente ser reduto de muitos gatos. E para os amantes da marca Ducati, um café na esquina da Praça com loja dos produtos da marca é uma visita imperdível.


Largo Torre Argentina










Veja Também: